FANDOM


(Jogabilidade)
 
Linha 6: Linha 6:
   
 
==Jogabilidade==
 
==Jogabilidade==
''Kingdoms of Amalur'' apresenta "<span style="color:rgb(200,199,199);font-family:Arial,Helvetica,sans-serif;line-height:20px;">5 regiões distintas, 4 raças jogáveis, e 3 árvores de Classe com 22 habilidades por árvore</span>." <span style="color:rgb(200,199,199);font-family:Arial,Helvetica,sans-serif;line-height:20px;">As quatro raças jogáveis são os</span> [[Almain]] (<span style="color:rgb(200,199,199);font-family:Arial,Helvetica,sans-serif;line-height:20px;">Humanos Civilizados</span>), os [[Dokkalfar]] (Elfos Negros), os [[Ljosalfar]], (Elfos da Luz) e os [[Varani]] (H<span style="color:rgb(200,199,199);font-family:Arial,Helvetica,sans-serif;line-height:20px;">umanos Nômades</span>). A maior diferença em relação aos outros RPG é que você começa praticamente sem classe, então você pode fazer a sua própria classe (por exemplo, os talentos de [[Poder]] com os talentos básicos de [[Feitiçarias]]). As três árvores de Classe disponíveis (ou árvore de talentos) são [[Poder]], [[Sutileza]] e [[Feitiçarias]]; elas correspondem as classes lutador,  ladino e mago respectivamente. The player starts off as a "blank slate", waking up in a pile of corpses after coming back from the dead. O jogo utiliza o único sistema de "[[Destinos]]", pelo qual os jogadores podem investir em um sistema de árvores de talentos para desbloquearem vários "destinos", que atuam como se fosse o sistema de classes para o jogo. Combat works são baseados no tempo de pressionar o botão, parecido com o estilo de um RPG de ação, com casuais eventos rápidos de tempo semelhantes aos da série ''God of War''. Lead combat designer, Joe Quadandra, enfatizou que "twitch skill vão te fazer chegarem mais longe no jogo. Com estratégia e um adequado RPG estamos te fazendo ir mais longe." O Fundador do 38 Studios, Curt Schilling, disse que o esse estilo de jogo é um casamento entre ''God of War'' e ''Oblivion''.
+
''Kingdoms of Amalur'' apresenta "<span style="color:rgb(200,199,199);font-family:Arial,Helvetica,sans-serif;line-height:20px;">5 regiões distintas, 4 raças jogáveis, e 3 árvores de Classe com 22 habilidades por árvore</span>." <span style="color:rgb(200,199,199);font-family:Arial,Helvetica,sans-serif;line-height:20px;">As quatro raças jogáveis são os</span> [[Almain]] (<span style="color:rgb(200,199,199);font-family:Arial,Helvetica,sans-serif;line-height:20px;">Humanos Civilizados</span>), os [[Dokkalfar]] (Elfos Negros), os [[Ljosalfar]], (Elfos da Luz) e os [[Varani]] (H<span style="color:rgb(200,199,199);font-family:Arial,Helvetica,sans-serif;line-height:20px;">umanos Nômades</span>). A maior diferença em relação aos outros RPG é que você começa praticamente sem classe, então você pode fazer a sua própria classe (por exemplo, os talentos de [[Poder]] com os talentos básicos de [[Feitiçarias]]). As três árvores de Classe disponíveis (ou árvore de talentos) são [[Poder]], [[Sutileza]] e [[Feitiçarias]]; elas correspondem as classes lutador,  ladino e mago respectivamente. The player starts off as a "blank slate", waking up in a pile of corpses after coming back from the dead. O jogo utiliza o único sistema de "[[Destinos]]", pelo qual os jogadores podem investir em um sistema de árvores de talentos para desbloquearem vários "destinos", que atuam como se fosse o sistema de classes para o jogo. Combat works são baseados no tempo de pressionar o botão, parecido com o estilo de um RPG de ação, com casuais eventos rápidos de tempo semelhantes aos da série ''God of War''. Lead combat designer, Joe Quadandra enfatizou que "twitch skill vão te fazer chegarem mais longe no jogo. Com estratégia e um adequado RPG estamos te fazendo ir mais longe." O Fundador do 38 Studios, Curt Schilling, disse que o esse estilo de jogo é um casamento entre ''God of War'' e ''Oblivion''.
   
 
==Desenvolvimento==
 
==Desenvolvimento==

Edição atual tal como às 03h19min de 3 de janeiro de 2018

Kingdoms of amalur reckoning frontcover small qAeOnizGq4dz6D2

Box-Art Oficial

Kingdoms of Amalur: Reckoning é um jogo RPG de ação para PC, PlayStation 3 e Xbox 360. Ele foi criado como um MMO, mas eventualmente  transformado em um RPG. Ken Rolston, o designer chefe de The Elder Scrolls III: Morrowind e The Elder Scrolls IV: Oblivion, trabalhou como um designo exclusivo neste jogo. Additionally, o notável escritor de fantasias R.A. Salvatore criou o universo do jogo e sua história, como Todd McFarlane, criador de Spawn, trabalhando na artwork. Ele foi desenvolvido pelo 38 Studios e Big Huge Games. O jogo foi lançado em 7 de Fevereiro de 2012, na América do Norte e 10 de Fevereiro de 2012, na Europa. A primeira demonstração para o público ocorreu na Penny Arcade Expo East 2011, realizada em Boston, Massachusetts, Estados Unidos em 11 de Março de 2011.

HistóriaEditar

Quando o jogo inicia você descobre que você foi recentemente morto e que você é a primeira pessoa a ter sido ressuscitada com sucesso através de um aparelho conhecido como Poço das Almas.

JogabilidadeEditar

Kingdoms of Amalur apresenta "5 regiões distintas, 4 raças jogáveis, e 3 árvores de Classe com 22 habilidades por árvore." As quatro raças jogáveis são os Almain (Humanos Civilizados), os Dokkalfar (Elfos Negros), os Ljosalfar, (Elfos da Luz) e os Varani (Humanos Nômades). A maior diferença em relação aos outros RPG é que você começa praticamente sem classe, então você pode fazer a sua própria classe (por exemplo, os talentos de Poder com os talentos básicos de Feitiçarias). As três árvores de Classe disponíveis (ou árvore de talentos) são Poder, Sutileza e Feitiçarias; elas correspondem as classes lutador,  ladino e mago respectivamente. The player starts off as a "blank slate", waking up in a pile of corpses after coming back from the dead. O jogo utiliza o único sistema de "Destinos", pelo qual os jogadores podem investir em um sistema de árvores de talentos para desbloquearem vários "destinos", que atuam como se fosse o sistema de classes para o jogo. Combat works são baseados no tempo de pressionar o botão, parecido com o estilo de um RPG de ação, com casuais eventos rápidos de tempo semelhantes aos da série God of War. Lead combat designer, Joe Quadandra enfatizou que "twitch skill vão te fazer chegarem mais longe no jogo. Com estratégia e um adequado RPG estamos te fazendo ir mais longe." O Fundador do 38 Studios, Curt Schilling, disse que o esse estilo de jogo é um casamento entre God of War e Oblivion.

DesenvolvimentoEditar

A 38 Studios, de propriedade do ex-arremessador de beisebol Curt Schilling , originalmente começou a desenvolver o universo de Amalur para uso em um jogo MMO, com codinome 'Copérnico' . Depois de adquirirem a Big Huge Games em 2009, o estúdio decidiu transformar seu projeto em um RPG, já que Ken Rolston e sua equipe já estavam trabalhando em um RPG enquanto a Big Huge Games fazia parte da THQ.

DemoEditar

Uma demo jogável foi lançada no dia 17 de Janeiro de 2012 para Wndows (Steam e Origin apenas), Xbox 360, e PlayStation 3. Nessa Demo, você pode jogar a primeira Missão Principal do jogo: Out of the Darkness. Depois de você completar essa Missão, você pode jogar outros 45 minutos, no qual você pode fazer o que quiser. A melhor parte é que, por examplo, conversar com alguém não conta no tempo de jogo. Então não se preocupe se você quiser fazer algumas outras perguntas: você não precisa se apressar. Você pode achar o contador de tempo no Menu Principal. Levará cerca de 2 horas e 30 minutos para terminar a Demo.

EdiçõesEditar

Existem quatro diferentes versões do jogo: a Versão Padrão, Reckoning: Versão Especial, Reckoning: Edição de Colecionador  e Reckoning: Versão de Assinatura.

Versão Especial (Disponíveis)Editar

Reckoning SE

A Reckoning: Versão Especial custa $80.00 (80 Dólares) e inclui:

  • Kingdoms of Amalur: Reckoning (Xbox 360, PlayStation 3, or PC)
  • Parchment map of Amalur's Faelands
  • Amalur themed 7-piece dice set and dice bag
  • Full set of 40 Destiny Cards
  • Kingdoms of Amalur: Reckoning - The Soundtrack
  • Bonus DLC - Fate-Touched Weapons Pack (Increase XP gained from Fate Shift Kills with these nine weapons)

Apenas 2,000 foram produzidas.

Edição de Colecionador (Vendidas)Editar

Recoking CE

A Reckoning: Edição de Colecionador custa $200.00 (200 Dólares) e inclui:

  • Kingdoms of Amalur: Reckoning (Xbox 360, PlayStation 3, or PC)
  • Limited Edition McFarlane Toys Prismere Troll figure
  • Original lithograph signed by Ken Rolston
  • Parchment map of Amalur's Faelands
  • Amalur themed 7-piece dice set and dice bag
  • Full set of 40 Destiny Cards
  • Kingdoms of Amalur: Reckoning - The Soundtrack
  • Bonus DLC - Fate-Touched Weapons Pack (Increase XP gained from Fate Shift Kills with these nine weapons)

Apenas 700 foram produzidas.

Edição de Assinatura (Vendidas)Editar

RE Signature Edition

A Reckoning: Edição de Assinatura Editioncusta $275.00 (275 Dólares) e inclui:

  • Kingdoms of Amalur: Reckoning (Xbox 360, PlayStation 3, or PC)
  • Signed, Limited Edition McFarlane Toys Prismere Troll figure
  • 1 of 300 individually numbered, limited edition, Todd McFarlane sketch screen-prints
  • Original lithograph signed by Ken Rolston
  • Parchment map of Amalur's Faelands
  • Amalur themed 7-piece dice set and dice bag
  • Full set of 40 Destiny Cards
  • Kingdoms of Amalur: Reckoning - The Soundtrack
  • Bonus DLC - Fate-Touched Weapons Pack (Increase XP gained from Fate Shift Kills with these nine weapons)

Apenas 300 foram produzidas.

Status de Disponibilidade de 19 de Janeiro de 2012.

Links ExternosEditar

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.